A prevalência do negociado sobre o legislado vai prejudicar os trabalhadores, afirma Arouca

Advogado trabalhista e ex-desembargador, José Carlos Arouca adverte que a substituição de direitos trabalhistas já estabelecidos pela negociação entre as partes precarizará as relações de trabalho.