Caixa de Guarulhos exigiu homologação sindical para liberar FGTS

A agência central da Caixa em Guarulhos exigiu hoje (20/12) do trabalhador Esteban Limachi da empresa K.F.K.N a homologação do Sindvestuário Guarulhos no termo de rescisão para liberar o FGTS.

A empresa não cumpriu a cláusula convencional de obrigatoriedade da homologação sindical no termo de rescisão e “ homologou” na empresa , o trabalhador foi barrado na agência central de Guarulhos e ficou sem receber o FGTS.

O Sindvestuário Guarulhos havia notificado a Caixa para não liberar FGTS sem a homologação sindical no termo de rescisão ,o que deu resultado.

A empresa teve que agendar homologação hoje e o sindicato prestou assistência ao trabalhador , fazendo ressalva do reajuste e multa por atraso na homologação.

“A Convenção é para ser cumprida pelas empresas, Caixa e Ministério do Trabalho .

Este caso mostra que o sindicato não abre mão da homologação sindical, que é um instrumento fundamental para fiscalizar os direitos dos trabalhadores ”, declarou Márcia Alves, presidente do sindicato.